Rapper Mykki Blanco Detido em Lisboa

O rapper americano Mykki Blanco foi detido ontem, no aeroporto de Lisboa, alegadamente “por ser gay”.
Foi o próprio a anunciar a detenção, na sua página de Facebook. “Estou a ser preso em Portugal por ser gay”, escreveu ontem, por volta das 13h00, na rede social.
Seguiu-se a partilha de várias fotografias captadas na prisão, com o artista a usar a hashtag #FUCKPIGS numa fotografia que tirou a dois polícias, de costas.

De acordo com o “P3”, Blanco terá perguntado a um polícia, após a sua chegada ao aeroporto, onde poderia adquirir um voucher para táxis, uma vez que não dispunha de dinheiro para pagar o transporte – apenas cartão de crédito. O agente terá dito que não conseguia ajudá-lo, por não saber onde estavam disponíveis para venda os bilhetes pré-pagos. Ao aperceber-se da dificuldade do músico, uma mulher portuguesa aproximou-se, comentando: “Eu não sei o que se passa com ele. Pode comprar um voucher lá dentro”.

Mykki Blanco ter-se-á, então, dirigido novamente ao agente, questionando-o por que motivo não o tinha ajudado. O polícia aconselhou-o a ir-se embora, mas o rapper terá insistido: “O seu trabalho é ajudar as pessoas e recusou ajudar-me”. O agente terá retorquido: “Eu disse para te ires embora, bicha”.

“Vai-te fode*” – foi a resposta de Blanco que levou à sua detenção.

A PSP, através do gabinete de relações públicas do Comando Metropolitano de Lisboa, não confirma, no entanto, a versão do músico, alegando, em declarações ao “P3”, que o artista foi detido por “resistência a agente da autoridade” e por não ter respeitado a fila de táxis, “perturbando a ordem”.

O rapper de Nova Iorque foi, entretanto, libertado, depois de ter sido ouvido no Tribunal de Instrução Criminal e de ter sido multado. A atuação na ZDB, em Lisboa, prevista para o próximo dia 21, mantém-se.

in Palco Principal 

Partilhar
Google+